As delícias {e as lutas} de ser uma cristã solteira neste mundo

02 junho 2010



Por que sofremos tanto?! Dentro das Igrejas os problemas se repetem. Por que os problemas pelos quais passamos tempos atrás, e vencemos, voltam e muitas vezes nos derrubam dessa vez? Por que o mesmo mal acomete tantas pessoas ? Agora vou trazer este questionamento para a vida da solteira: Por que tantas passam pelo mesmo problema?

Deus me deu a resposta: Não há problema novo aí na terra. Vocês é que não param e assimilam as experiências um dos outros.
Essa foi a constatação do rei Salomão "O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol." [Eclesiaste 1.9] E ele disse mais no versículo 10: "Há alguma coisa que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados que foram antes de nós."

Não há problemas novos, eles estão sempre se repetindo. O problema (que também não é novo) é que a gente sempre pensa que conosco será diferente e entra de testa contra o poste. Aí depois vem o lamento "Por que o Senhor deixou isso acontecer comigo?"
Deus deve olhar lá de cima pensando: "Eu?! Quantas pessoas eu coloquei no seu caminho te aconselhando. Pessoas que viveram situações iguais ou que viram outras viverem o mesmo que você , mas tu não ligaste. Achou que errado foram os outros , mas com você era diferente".

Eu era recém candidata a obreira quando chegou na minha Igreja o Pr. Eli. Eu nunca me esquecerei das palavras daquele sábio homem. Ele era de uma simplicidade ao aconselhar. Lembro que na primeira reunião, no domingo, ele falou duas coisas que eu marquei em meu coração (vou falar uma agora a outra em um post oportuno ;-) "Quando a barba do nosso vizinho pega fogo a gente coloca a nossa de molho!"

Ah como isso foi e é precioso na minha vida. Quando alguém era chamado atenção, oxe eu não contava duas vezes, tratava de me policiar para não se repetir comigo. Comecei a ficar mais atenta ao que os meus pastores falavam, ao que outros obreiros ensinavam principalmente os mais velhos, os meus pais. Fico atenta ao que minhas amigas vivem e compartilham comigo. Isso impede que problemas nos sobrevenham ? Não. Mas reduzem drásticamente os impactos negativos deles na nossa vida.

Olhe ao seu redor. Veja quantos exemplos você tem. Quando alguém na melhor das intenções compartilha contigo experiências pessoais te aconselhando não seja presunçosa, seja prudente. "O avisado vê o mal e esconde-se; mas os simples passam e sofrem a pena" [Provérbios 27.12]. Painho sempre me diz "Minha filha, o seguro morreu de velho e o desconfiado tá vivo até hoje!"

Sabe o que acontece quando você começa a se fechar para conselhos ? Te conto no próximo post ...

Em Cristo,

Núbia Onara
Isso :
by Núbia Onara 15:39 4 comments | in ,

4 comentários:

  1. Dizem que se conselho fosse bom não dariamos e sim vendiamos, mas eu acredito que depende muito de quem está nos aconselhando. Lógico que eu não costumo dá ouvidos a todos os conselhos que mim são dados, eu procuro ver quem é a pessoa que está mim aconselhando.
    "Ouve o conselho e recebe a instrução, para que sejas sábio nos teus dias por vir." (Pv19.20)

    Paully Santos

    ResponderExcluir
  2. É verdade, quando atentamos para as experiências de outras pessoas erramos menos.

    Gostei da mensagem

    ResponderExcluir
  3. Oláaa... gostei mto do seu blog...
    com certeza entrarei aki mais vezes..

    mto forte essa msg, vou guardá-la em meu coração..
    bjus

    ResponderExcluir

Pesquise no blog