As delícias {e as lutas} de ser uma cristã solteira neste mundo

09 maio 2014



8ª Razão: Por pena

Iniciar um relacionamento por qualquer um dos motivos citados anteriormente já é ruim, imagine se o motivo for pena.

Olha só que interessante:

"No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor." 1 João 4.18

Se você refletir sobre os sinônimos de pena não há nada de bom: castigo, comiseração, condenação, dó, lástima, lição, penalidade e punição.

Agora reinterprete o versículo. Se você sente pena, há um medo por trás de tudo isso. E isso não é amor.

Quando você sente pena, no seu íntimo você considera que o outro não é capaz o suficiente de superar aquela situação. Esse sentimento pode nos levar a tomar decisões erradas, baseadas em quem mesmo? Isso! No coração. 

Vamos continuar nessa linha de raciocínio? Você inicia um relacionamento por pena, no fundo você acha que a pessoa não é capaz de ter um relacionamento recíproco. Isso pode gerar uma situação de co-dependência: ele de você e você de se sentir tão importante e essencial para aquela pessoa. A tábua de salvação dela. Egoísta isso não?

A pena motiva a culpa. "Tadinho, mas ele é tão bonzinho comigo...", "Tadinho, mas ele já foi tão esnobado..."

Olha só quantos desdobramentos sentir pena por alguém pode tomar .

Por isso, quando você se pegar com peninha do rapaz e motivada a iniciar um relacionamento por causa disso pare na hora!
Fuja também dos rapazes que tentam te convencer a ficar com eles por pena.  Exatamente isso que você leu. São duas situações diferentes da mesma coisa rs. Tem rapaz que a ultima coisa que eles querem é despertar pena, é a outra pessoa que sente isso. Mas há aqueles que usam desse artificio. Se fazem de coitadinhos pra ganhar seu coração.

Ninguém é digno de pena. Compaixão sim, pena não.

Compaixão é diferente de pena, mas isso fica para outro post...

Com amor e fé em Cristo,
Núbia Onara


Isso :
by Núbia Onara 21:46 No comments | in

0 Deixe aqui seu comentário:

Postar um comentário

Pesquise no blog